quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Querida mãe,

Mando esta breve carta somente para matar as saudades. Como você sabe, cheguei aqui faz pouco tempo. Conheci outras moças que ajudam a cuidar de mim. Estou morando numa casa pequena, mas, com o tempo e minha dedicação, ela ficará bem cuidada. Já comprei um arranjo de flores que coloquei na janela. Você iria gostar. Conheci também um rapaz aqui. Ele tem dinheiro e às vezes me dá presentes. Estou tentando me matricular numa universidade daqui. Eles não gostam muito de estrangeiros, mas acho que vou conseguir. Está tudo se encaminhando bem, eu acredito. Eu vou tentar escrever com mais freqüência, prometo. Desculpe o papel úmido e minha pouca habilidade para mentir. Mas verdadeiramente sinto falta de todos aí.

Com amor,
Rebeca.

3 comentários:

Anônimo disse...

o texto pode ser relido se você entender que rebeca é uma moça de família.

Ingrid #) disse...

pobre rebeca, hehehe
pois é, também aconselho duas leituras do texto.

e eu já falei que gostei do texto =D

Matteo disse...

heeaeaheaheauyuaywaaw muito bom