quarta-feira, 18 de junho de 2008

Gramática com Bandolis (ou Questão de Pontuação)

http://br.youtube.com/watch?v=8uIIzW8SJEY&feature=related

Como fosse um par que, nessa valsa triste, se desenvolvesse ao som dos bandolins. E como não? E por que não dizer que o mundo respirava mais se ela apertava assim seu colo como se não fosse um tempo em que já fosse impróprio se dançar assim. Ela teimou e enfrentou o mundo, se rodopiando ao som dos bandolins...

Como fosse um lar, seu corpo, a valsa triste iluminava e a noite caminhava assim.E, como um par, o vento e a madrugada Iluminavam a fada do meu botequim...Valsando como valsa uma criança que entra na roda.A noite tá no fim.Ela valsando só, na madrugada, se julgando amada ao som dos Bandolins...



Como fosse um par, que nessa valsa triste, se desenvolvesse ao som dos bandolins.E como não, e por que não dizer que o mundo respirava mais se ela apertava assim...Seu colo!
Como se não fosse um tempo em que já fosse impróprio se dançar assim!Ela teimou e enfrentou.
O mundo, se rodopiando ao som dos bandolins...

Como fosse um lar, seu corpo, a valsa triste, iluminava e a noite caminhava assim.E, como um par, o vento e a madrugada iluminavam a fada do meu botequim...Valsando, como valsa uma criança que entra na roda, a noite tá no fim.Ela, valsando só na madrugada, se julgando amada ao som dos bandolins...



Como fosse um par que nessa valsa triste se desenvolvesse ao som dos bandolins, e como não?
E por que não dizer que o mundo respirava mais?
Se ela apertava assim seu colo!
Como se não fosse um tempo em que já fosse impróprio se dançar assim!
Ela teimou e enfrentou o mundo.
Se rodopiando ao som dos bandolins...

Como fosse um lar, seu corpo, a valsa triste iluminava e a noite caminhava assim.
E, como um par, o vento e a madrugada iluminavam a fada do meu botequim...
Valsando como valsa uma criança, que entra na roda...
A noite tá no fim.
Ela valsando, só, na madrugada, se julgando amada ao som dos bandolins...





(Mas que beleza ouvir o trecho três vezes e perceber, neles, pequenas diferenças! E há quem diga que pontuação podia ser jogada no lixo, rá!)

2 comentários:

Ingrid disse...

rá.
eu preciso(novamente)dizer o quanto gostei?

e, claro, a pontuação. hehe
beijo, phil.

Matteo disse...

Vamos comer(,) Philipe?

A pontuação tem um poder inigualável