quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Database das igrejas, ou da audição divina


- Ei, que diabos é aquilo?
- Uma pregação ao ar livre.
- Varei...e Deus tá apelando assim?
- Não, o infeliz é quem tá apelando por Deus.
- Ah... e essa gritaria toda daquele povo?
- Vai ver que eles acham Deus meio surdo.
- Haha... nunca são atendidos, né? Mas e toda a onipotência dele?
- Pois é, deve ser a velhice, coitado.
- Hm... E além do mais, não deve existir aparelho auditivo no céu, e se houver, deve ser muito caro.
- Mas acho que dinheiro não seria problema, né? Cada "universo" gera um absurdo.
- Vai ver as transações tão difíceis, atualmente, já não fazem profetas como antigamente.
- Já sei, vou montar um banco de dados e um sistema para as igrejas informatizarem os negócios com Deus.
- Deve dar certo! Pelo menos ele já é acostumado com o Orkut.

2 comentários:

Matteo disse...

Só de estacionamento Deus já ganha o suficiente pra o aluguel do hiperespaço

Bárbara disse...

Os nossos diálogos sempre dão ótimos textos!!!