sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Novidades no Sarau

Pra não deixar de começar divagando, eu acho engraçado como são as comemorações do mundo capitalista ocidental judaico-cristão. Nessa onda de Dia dos Pais sempre as lojas vomitam promoções - sales, e outro dia desses eu até fui dar uma olhada numa que, de tão boa, mais parecia uma mãe - paradoxo?. Agradei-me de algo e decidi comprá-lo - um desses itens que, nessa época, ganha os pais como público-alvo exclusivo. Cheguei na fila e a moça, sorridente, sem saber porque, olhou pra mim e perguntou: "O senhor é pai?", ao que eu prontamente respondi: "Sou pai de muitas idéias". Ela sorriu novamente - ainda sem saber porque - e recolheu meu dinheiro. Eu saí pensando, "de fato!". Logo depois fiquei puto; não deu cinco minutos pra que eu percebesse que nenhuma das minhas concebidas já tinha ever me dado um presente de dia dos Pais.

***

Chegando ao assunto de hoje, é com muita satisfação que o Sarau Filosófico Gourmet dá as boas vindas aos novos seres que integram o grupo de pensadores do blogue. Passarão, pois, a postar, de modo a que o Sarau seja, antes de tudo, um sarau. A convivência de mais membros, a exposição de suas letras e idéias em coro ou contraste vão iluminar as noites, que continuarão servidas ao sempre bom tom Gourmet e às ingadações essencialmente Filosóficas. Os leitores passarão a desfrutar das perspicácias e peripécias de Engel, Neuromancer e Zeenoopsico.
Ainda assim,
***

E pra não deixar de falar, há uma entre essas petições online que realmente merecem um cantinho aqui no Sarau (http://www.petitiononline.com/veto2008/). Colarei um trecho da própria, assim se tem uma idéia melhor. E quem tiver interesse, pode assinar no endereço dado.

"Um projeto de Lei do Senado brasileiro quer bloquear as práticas criativas e atacar a Internet, enrijecendo todas as convenções do direito autoral. O Substitutivo do Senador Eduardo Azeredo quer bloquear o uso de redes P2P, quer liquidar com o avanço das redes de conexão abertas (Wi-Fi) e quer exigir que todos os provedores de acesso à Internet se tornem delatores de seus usuários, colocando cada um como provável criminoso. É o reino da suspeita, do medo e da quebra da neutralidade da rede. Caso o projeto Substitutivo do Senador Azeredo seja aprovado, milhares de internautas serão transformados, de um dia para outro, em criminosos. Dezenas de atividades criativas serão consideradas criminosas pelo artigo 285-B do projeto em questão. Esse projeto é uma séria ameaça à diversidade da rede, às possibilidades recombinantes, além de instaurar o medo e a vigilância. Se, como diz o projeto de lei, é crime "obter ou transferir dado ou informação disponível em rede de computadores, dispositivo de comunicação ou sistema informatizado, sem autorização ou em desconformidade à autorização, do legítimo titular, quando exigida", não podemos mais fazer nada na rede. O simples ato de acessar um site já seria um crime por "cópia sem pedir autorização" na memória "viva" (RAM) temporária do computador. Deveríamos considerar todos os browsers ilegais por criarem caches de páginas sem pedir autorização, e sem mesmo avisar aos mais comum dos usuários que eles estão copiando. Citar um trecho de uma matéria de um jornal ou outra publicação on-line em um blog, também seria crime. O projeto, se aprovado, colocaria a prática do "blogging" na ilegalidade, bem como as máquinas de busca, já que elas copiam trechos de sites e blogs sem pedir autorização de ninguém!"

***

Pra finalizar e deixar o leitor um pouco pensativo, aí vai uma imagem.


4 comentários:

Engel disse...

Here I am, once and back again...

Kondlike disse...

É isso aí, espalhem o caos, as trevas e a dest... digo, sejam bem-vindos.
Dominar o mundo agora será mais fácil!
MWAAAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUHA!

Neuromancer disse...

ANARQUIST MODE: [ON]

Bem, vocês já sabem do plano. Começamos pelo Palácio do...

"Policiais entram na sala e nos cercam"

ANARQUIST MODE: [OFF]

...Queijo. O turismo do local vem aumentando e gerando recursos para a economia brasileira e deveríamos tirar proveito disso com propagandas e...

Fernanda Eggers disse...

1. Se faz vc se sentir melhor, até hoje compro presente do dia dos pais com o dinheiro do meu pai. Não, peraí... Eu raramente dou presente de dia dos pais... =x
***
2. Bem vindas, crianças! ^^
E gostei da imagem. ;)
***
3.Mas que absuuuuurdo!!!
Parece até que não sabe que nesse mundo "nada morre, nada se cria, tudo se copia". Nem os comentários jornalísticos que uma revista faz a respeito de outra serão possíveis. Os colunistas estarão desempregados forever-and-ever (já que o trabalho deles é basicamente comentar o trabalho dos outros) e isso e uma p*ta duma irregularidade constitucional! Pode olhar lá no artigo 5 da Constituição Federal que tem falando que todo pensamento é livre e toda manisfestação de pensamento também, proibido apenas o anonimato. E nenhum blogueiro é anônimo, ainda que use pseudônimos. Caso um deles realmente infrija alguma lei, é possível, com ordem judicial, conseguir informações como nome e IP da máquina com a empresa que fornece o serviço. E nenhuma máquina é anônima (IP).
Se eu, que sou uma reles estudante de jornalismo curiosa já quebrei o argumento dele, você realmente acha que isso passa? Só se for muita incompetência ou má vontade.
Opa! Não estou nas páginas do Free Time? e isso é só um comentário. Deixa eu calar a boca... =x